O pódio inesquecível de Régis Boessio na Fórmula Truck

As lágrimas de Régis Boessio no pódio da Fórmula Truck no Rio de Janeiro na abertura do Campeonato Brasileiro neste domingo, 03 de abril, têm motivos marcantes. Primeiro, o piloto perdeu neste final de semana sua vó materna que faleceu aos 90 anos de idade; segundo, a premiação a um piloto obstinado que, junto com seu pai Beto Boessio, tem a paixão pela categoria de caminhões que só pode-se imaginar semelhante com a do já saudoso Aurélio Batista Félix, criador da Fórmula Truck e incentivador primeiro de Régis Boessio. Após passar por caminhões Iveco, Ford e Volvo, foi com um Mercedes Benz que Régis Boessio conquistou o pódio na segunda etapa da temporada 2011 da Fórmula Truck.

Erro na última curva, ou entrada de reta, tira Boessio do top qualifying

“Estava completando uma volta para ficar no quinto ou sexto lugar da tomada e decidir a pole no top qualifying quando aconteceu a saída de pista. O que era para ser uma alegria hoje vai ficar para a próxima etapa. O negócio é erguer a cabeça e tentar vir lá de trás para pontuar na etapa do Rio de Janeiro”, conforma-se Régis Boessio. Após ficar entre os quatro melhores no último treino livre, piloto gaúcho poderia ter brigado pela pole-position.

Entre os 4 melhores no último treino livre

“Achamos um bom acerto para este treino e conseguimos melhorar mais um pouco do treino anterior. Chegamos a 4ª colocação de treino o que nos deixa muito contentes, mas sabemos que temos muito a trabalhar se quisermos entrar no top qualifying, pois muitos pilotos rápidos não acertaram suas voltas ou tiveram problemas. Com tudo isso só temos uma certeza, que a cada treino melhoramos um pouco do caminhão e agora vamos para a tomada de tempo. Sei que vou fazer o meu melhor e alguém que hoje não se encontra mais entre nós vai estar muito feliz e cuidando da mesma maneira que fazia quando estava aqui. Abraços a todos e obrigado pela torcida, carinho, pensamento positivo e tudo mais”!

Régis Boessio

Confira os tempos dos treinos aqui!

Melhora no 3º treino cria boa expectativa para Boessio

“Melhoramos o acerto, mudei a guiada e consegui o nono tempo, agora vamos partir para um ajuste fino e tentarmos entrar no Top Qualifying. Muito trabalho, mas estamos colhendo os resultados esperados”, comemora Régis Boessio. Lembrando que  para chegar no Top Qualifying o piloto precisa ficar entre os oito mais rápidos no Treino Classificatório que acontece na parte da tarde, sendo que estes oito brigam pela pole-position.

Caminhões a toda velocidade no Rio de Janeiro para os primeiros treinos livres

A Fórmula Truck colocou seus caminhões na pista em Jacarepaguá, Rio de Janeiro, para os primeiros treinos livres na sexta-feira. Pilotos já aceleraram ao máximo os bólidos em testes que buscam os aperfeiçoamentos necessários para enfrentar o treino classificatório de formação do grid no sábado e a corrida no domingo. O caminhão que sobressaiu foi o Scania de Roberval Andrade com o melhor tempo nas duas sessões em 1min31s295. O gaúcho Régis Boessio conseguiu participar efetivamente da primeira sessão de treinos e alcançou na sua melhor volta o tempo de 1min34s957, já na segunda sessão com modificações no caminhão o piloto completou somente três voltas e trouxe para os boxes com problemas o seu Mercedes-Benz.

Nota de Falecimento

O piloto Régis Boessio recebeu hoje de manhã a triste notícia do falecimento de sua avó materna, que alcançou a idade de 90 anos. Régis que já está em Jacarepaguá, Rio de Janeiro, para o começo dos treinos da Fórmula Truck não poderá acompanhar o enterro devido a dificuldades em conseguir voo e viajar a tempo. “Será um final de semana triste e lamento não poder estar junto a meus familiares na hora da despedida, espero que todos consigam superar este momento difícil”, disse Régis Boessio.