Classificado entre sete melhores, Boessio começa bem a 3ª Copa em Santa Cruz do Sul

Boessio CompetiçõesA Copa Truck abriu neste domingo a Terceira Copa da temporada 2019 com casa cheia, tempo bom (ao contrário da chuva que foi prevista desde o início da última semana) e as provas tiveram de tudo: falhas mecânicas cinematográficas, muitas trocas de tinta e lances que provocaram polêmicas entre os pilotos. Régis Boessio largou na pole da 2ª corrida e encerrou a rodada dupla na sétima colocação com 22 pontos.

Vitórias de Beto Monteiro e Paulo Salustiano venceram no circuito de Santa Cruz do Sul (RS).

Largando da pole na corrida 1, Beto foi pressionado o tempo todo por Leandro Totti e Paulo Salustiano. Porém, com sangue frio e muita habilidade, o piloto da Volkswagen conseguiu se presentear pelo aniversário de 43 anos (completados neste domingo) com a quinta vitória na temporada em dez corridas realizadas – fazendo dele o nome a ser batido em 2019.

Já a segunda corrida teve o piloto da casa Régis Boessio largando na ponta por causa do grid invertido. O gaúcho bem que tentou, mas não foi páreo para os concorrentes e foi desabando na tabela após a terceira volta. Coube então a Felipe Giaffone e Paulo Salustiano dominarem o espetáculo e protagonizarem o momento mais polêmico do fim de semana.

Regis Boessio

Em uma disputa dura, com direito a um enrosco no fim da reta principal, Salustiano conseguiu efetuar a ultrapassagem após os dois esparramarem para a área de escape da curva 1. Giaffone não escondeu a insatisfação pelo incidente, enquanto Salustiano seguiu livre para somar seu terceiro triunfo neste ano.

O fim de semana também contou com quebras espetaculares, com direito a muita fumaça, óleo e peças voando: casos de Adalberto Jardim no sábado e Roberval Andrade, Débora Rodrigues e Luis Lopes no domingo – o que chegou até a provocar o fim da primeira prova com Safety Car na pista para a limpeza do óleo no traçado.

Regis Boessio

Agora, a Copa Truck faz um intervalo de 15 dias até a prova que define a Terceira Copa em Rivera, no Uruguai – única prova internacional de 2019. Confira abaixo os resultados completos do fim de semana:

Corrida 1
1. Beto Monteiro (Volkswagen) – 11 voltas em 25min53s631
2. Leandro Totti (Mercedes-Benz) – a 2.674
3. Paulo Salustiano (Volkswagen) – a 3.850
4. Wellington Cirino (Mercedes-Benz) – a 6.020
5. Renato Martins (Volkswagen) – a 6.952
6. André Marques (Mercedes-Benz) – a 8.009
7. Felipe Giaffone (Iveco) – a 9.814
8. Regis Boessio (Volvo) – a 12.271
9. Luis Zapellini (MAN) – a 13.799
10. Jaidson Zini (Iveco) – a 15.549
11. Djalma Pivetta (Iveco) – a 16.610
12. Pedro Paulo (Mercedes-Benz) – a 18.138
13. José Augusto Dias (Volkswagen) – a 18.808
14. Danilo Alamini (Iveco) – a 39.111
15. Djalma Fogaça (Ford) – a 3 voltas
16. Débora Rodrigues (Mercedes-Benz) – a 3 voltas
17. Clodoaldo Monteiro (MAN) – a 3 voltas

Não completaram 75% da prova
18. Roberval Andrade (Mercedes-Benz) – a 4 voltas
19. Witold Ramasauskas (Mercedes-Benz) – a 4 voltas
20. Adalberto Jardim (Ford) – a 6 voltas
21. Luiz Lopes (Iveco) – a 10 voltas
22. Fabio Fogaça (Ford) – não largou

Melhor volta: Beto Monteiro, 1min44s481

Corrida 2
1. Paulo Salustiano (Volkswagen) – 14 voltas em 25min25s385
2. Felipe Giaffone (Iveco) – a 8.394
3. André Marques (Mercedes-Benz) – a 10.410
4. Wellington Cirino (Mercedes-Benz) – a 10.722
5. Leandro Totti (Mercedes-Benz) – a 11.036
6. Regis Boessio (Volvo) – a 12.987
7. Pedro Paulo (Mercedes-Benz) – a 13.467
8. Clodoaldo Monteiro (MAN) – a 20.805
9. Luis Zapellini (MAN) – a 22.822
10. Renato Martins (Volkswagen) – a 28.502
11. Beto Monteiro (Volkswagen) – a 31.270
12. José Augusto Dias (Volkswagen) – a 53.190
13. Djalma Pivetta (Iveco) – a 1:08.331
14. Danilo Alamini (Iveco) – a 1:34.733

Não completaram 75% da prova
15. Witold Ramasauskas (Mercedes-Benz) – a 5 voltas
16. Jaidson Zini (Iveco) – a 6 voltas
17. Djalma Fogaça (Ford) – a 7 voltas
18. Adalberto Jardim (Ford) – a 14 voltas
19. Roberval Andrade (Mercedes-Benz) – não largou
20. Débora Rodrigues (Mercedes-Benz) – não largou
21. Luiz Lopes (Iveco) – não largou
22. Fábio Fogaça (Ford) – não largou.

Melhor volta: Paulo Salustiano, 1min46s815

Classificação da Terceira Copa:

1. Paulo Salustiano, 36 pontos
2. Leandro Totti, 31
3. Felipe Giaffone, 29
4. André Marques, 28
5. Wellington Cirino, 28
6. Beto Monteiro, 27
7. Regis Boessio, 22
8. Renato Martins, 21
9. Luiz Carlos Zapelini, 18
10. Pedro Paulo, 17
11. Djalma Pivetta, 12
12. José Augusto Dias, 11
13. Jaidson Zini, 10
14. Clodoaldo Monteiro, 8
15. Danilo Alamini, 8
16. Djalma Fogaça, 5.
Sem pontos: Adalberto Jardim, Witold Ramasauskas, Roberval Anrade, Luiz Lopes, Débora Rodrigues e Fábio Fogaça.


Mais informações para a Imprensa:
Bruno Vicaria
imprensa@copatruck.com.br
11. 97147.0835